CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Site Oficial
da Confederação
Brasileira de
Handebol

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Buscar

CBHb no Facebook CBHb no Twitter CBHb no YouTube CBHb no Instagram

Brasil conquista primeiro ponto no Mundial Feminino

Jogo de estreia no campeonato terminou com empate com o Japão

Brasil fez jogo duro com o Japão

Oldenburg (GER) - O Brasil conquistou o primeiro ponto no Mundial Feminino de Handebol, neste sábado (2). A equipe comandada por Jorge Dueñas fez a estreia na competição ao enfrentar o Japão, um adversário complicado, que impôs um jogo duro e difícil para a Seleção. O resultado final foi um empate. As brasileiras estiveram atrás no placar, mas lutaram e conseguiram igualar em 28 a 28 (12 a 15 no primeiro tempo). Porém, um gol no último segundo poderia ter garantido a vitória, mas segundo a arbitragem a bola entrou após o apito final.

O Brasil fez um primeiro tempo bastante difícil contra a rápida Seleção do Japão. As variações de ataque das adversárias dificultaram a defesa verde e amarela e, com isso, as orientais saíram na frente. A vantagem permaneceu por todo o primeiro tempo, porém, as brasileiras se acertaram melhor no ataque no final da primeira parte e conseguiram deixar a diferença menor, com apenas três gols.

No início do segundo tempo, Samira, que já havia levado suspensão de dois minutos duas vezes, sofreu a terceira e não pôde mais entrar em quadra. Duda e Ana Paula continuaram puxando a equipe para o gol e o resultado foi positivo, pois pouco a pouco o placar ficava mais igualado. Já empatado no finalzinho, o confronto tomou um tom dramático, com a última bola chutada por Duda que entrou, no entanto, não foi contabilizada, pois segundo a arbitragem ela tocou o gol após o cronometro zerar.

Mesmo com a possibilidade de ter saído com vitória, o resultado foi positivo para o Brasil. "O primeiro jogo é sempre difícil. Acho que no primeiro tempo tivemos problemas na defesa porque o Japão jogou muito rápido e tivemos que mudar nosso sistema. No segundo tivemos paciência para buscar o placar. Tivemos oportunidade de vencer, mas o último gol não valeu. Sabíamos que seria muito difícil jogar contra o Japão na estreia", ressaltou o treinador espanhol, que assumiu o comando da Seleção Brasileira este ano.

Dud, autora do último gol que poderia ter dado a vitória ao Brasil, ressaltou a força da equipe em buscar o resultado, mesmo estando em desvantagem. "Fico feliz por conquistar este ponto. Acho que elas jogaram melhor que nós. Mas mostramos um bom espírito de equipe e buscamos até o final. Espero que possamos jogar melhor na próxima partida."

Sem muito descanso, a equipe volta à quadra amanhã, às 11h (horário de Brasília) para enfrentar a Tunísia. As tunisianas jogaram hoje contra a Rússia e foram derrotadas por 36 a 16. Até o jogo do Brasil de hoje, as russas lideravam o grupo C com dois pontos, seguida por Brasil e Japão com um ponto cada. Dinamarca e Montenegro estão em quadra neste momento.

Gols do Brasil - Ana Paula (11), Duda (8), Samira (3), Tamires Morena (2), Dayane (2), Jessica (1) e Patrícia Matieli (1).

Programação e resultados da primeira fase

Grupo C

Sábado (02/12)
Rússia 36 x 16 Tunísia 
Brasil 28 x 28 Japão 
17h30 - Dinamarca x Montenegro

Domingo (03/12)
11h - Tunísia x Brasil 
14h45 - Montenegro x Rússia 
17h30 - Japão x Dinamarca

Terça-feira (05/12)
9h - Montenegro x Japão 
14h45 - Rússia x Brasil 
16h30 - Dinamarca x Tunísia

Quarta-feira (06/12)
11h - Rússia x Japão 
14h45 - Tunísia x Montenegro 
17h30 - Brasil x Dinamarca

Sexta-feira (08/12)
9h - Japão x Tunísia 
14h45 - Brasil x Montenegro
17h30 - Dinamarca x Rússia


Seleção Feminina
Goleiras - Bárbara Arenhart (Club Vaci NKSE-Hungria), Gabriela Moreschi (Larvik Handball Klubb-Noruega) e Mayssa Pessoa (Club Rostov Don-Rússia).


Armadoras - Eduarda Amorim (Gyori Audi ETO-Hungria), Karoline Souza (Club Vaci NKSE-Hungria) e Pagricia Batista da Silva (Thuringer-Alemanha).


Centrais - Ana Paula Rodrigues Belo (Club Rostov Don-Rússia), Danielle Jóia (Pinheiros-SP) e Patrícia Matieli Machado (Vistal Gdynia-Polônia).


Pontas - Dayane Pires da Rocha (São Bernardo/Unip-SP), Jessica Quintino (HC Odense-Polônia), Mariana Costa (CS Magura Cisnadie-Romênia) e Samira Rocha (Kisvarda Master Good-Hungria).


Pivôs - Lígia Costa (Pogon Szczecin-Polônia), Tamires Anselmo Costa (Pinheiros-SP) e Tamires Morena-(Larvik Handball Klubb-Noruega).


Comissão técnica
Técnico: Jorge Dueñas 
Supervisor: Álvaro Herdeiro 
Assistente técnico: Cristiano Rocha 
Auxiliar técnico: Sérgio Graciano 
Médica: Pauline Buckley
Preparador de goleiros: Fausto Steinwandter
Fisioterapeuta: Marina Calister 
Nutricionista: Júlia do Valle Bargieri

Apoiador Oficial

Cola Oficial

Apoio

Links

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol