CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Site Oficial
da Confederação
Brasileira de
Handebol

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Buscar

CBHb no Facebook CBHb no Twitter CBHb no YouTube CBHb no Instagram

Brasil empata com Montenegro e não se classifica para as oitavas do Mundial Feminino

Equipe lutou até o final em jogo forte com as europeias que precisavam apenas do empate

Samira Rocha, ponta esquerda

Oldenburg (GER) - O Brasil sofreu um empate com sabor amargo nesta sexta-feira (8), no Mundial Feminino de Handebol, em Oldenburg, na Alemanha. O placar de 23 a 23 no final da partida contra Montenegro garantiu apenas mais um ponto à equipe que precisava da vitória para passar às oitavas de final. Com o resultado, as adversárias avançaram e as brasileiras irão disputar a Presidents Cup, que define as posições de 17° a 24°, em Leipzig.

Com as duas equipes precisando do resultado para a classificação, o embate foi uma verdadeira guerra de nervos do início ao fim. A Seleção começou bem a partida, com uma defesa forte. Porém, Montenegro também fazia de tudo para barrar o ataque. Os erros foram também iguais para os dois lados, muitos por consequência dos nervos à flor da pele. No final do primeiro tempo, o placar de 13 a 13 demonstrava o que havia sido o jogo.

No segundo tempo foi uma corrida contra o relógio. As duas equipes estiveram à frente no placar em momentos alternados e a disputa seguia gol a gol. Os minutos finais foram emocionantes e de muita tensão. Com o placar empatado, o Brasil precisava de apenas mais um gol para garantir a vitória, no entanto, ainda teve que conter a posse de bola de Montenegro que fazia de tudo para segurar o resultado, já que o empate era favorável para elas. A defesa brasileira avançou, mas não conseguiu roubar a bola para buscar o último gol.

"O jogo teve um nível muito alto. Montenegro entrou com uma defesa muito dura. Foi uma partida bastante nervosa porque as duas equipes tinham que conseguir o resultado. Tivemos uma defesa muito boa no primeiro tempo, na segunda parte tivemos problemas no ataque e não conseguimos fazer gol. O empate não foi suficiente e temos que pensar no que foi errado para a disputa daqui para a frente", resumiu o técnico Jorge Dueñas, que assumiu o comando da equipe este ano.

A ponta direita Mariana Costa demonstrou o quanto a equipe ficou sentida com o resultado e por não ir às oitavas de final, mesmo sabendo que este é um recomeço de trabalho, com várias atletas jovens que integraram a equipe este ano e sob o comando de um novo treinador. "É uma situação difícil. Agora estamos tristes porque treinamos muito e nos sacrificamos para chegar aqui. Agora temos que brigar na próxima etapa e fazer o melhor que pudermos."

O Brasil terminou a fase classificatória na quinta colocação, com três pontos. Na Presidents Cup, que tem início no domingo (10), irá enfrentar Camarões, quinto colocado da chave D, às 11h (horário de Brasília). Caso vença joga na segunda-feira (11) contra o vencedor do confronto entre o quinto colocado do grupo A (Angola) e o quinto do grupo B (Polônia).

Programação e resultados da primeira fase - Grupo C

Sábado (02/12)
Rússia 36 x 16 Tunísia 
Brasil 28 x 28 Japão 
Dinamarca 24 x 31 Montenegro

Domingo (03/12)
Tunísia 22 x 23 Brasil 
Montenegro 23 x 24 Rússia 
Japão 18 x 32 Dinamarca

Terça-feira (05/12)
Montenegro 28 x 29 Japão 
Rússia 24 x 16 Brasil 
Dinamarca 37 x 19 Tunísia

Quarta-feira (06/12)
Rússia 29 x 28 Japão 
Tunísia 23 x 29 Montenegro 
Brasil 20 x 22 Dinamarca

Sexta-feira (08/12)
Japão 31 x 13 Tunísia 
Brasil 23 x 23 Montenegro
17h30 - Dinamarca x Rússia


Seleção Feminina
Goleiras - Bárbara Arenhart (Vaci NKSE-Hungria) e Mayssa Pessoa (Rostov Don-Rússia).
Armadoras - Deonise Fachinello (CS Magura Cisnadie-Romênia), Eduarda Amorim (Gyori Audi ETO-Hungria), Karoline Souza (Vaci NKSE-Hungria) e Patrícia Batista da Silva (Thuringer-Alemanha).
Centrais - Ana Paula Rodrigues Belo (Rostov Don-Rússia), Danielle Jóia (Pinheiros-SP) e Patrícia Matieli Machado (Vistal Gdynia-Polônia).
Pontas - Dayane Pires da Rocha (São Bernardo/Unip-SP), Jéssica Quintino (HC Odense-Polônia), Mariana Costa (CS Magura Cisnadie-Romênia) e Samira Rocha (Kisvarda Master Good-Hungria).
Pivôs - Lígia Costa (Pogon Szczecin-Polônia), Tamires Anselmo Costa (Pinheiros-SP) e Tamires Morena-(Larvik Handball Klubb-Noruega).
Comissão técnica


Técnico: Jorge Dueñas 
Supervisor: Álvaro Herdeiro 
Assistente técnico: Cristiano Rocha 
Auxiliar técnico: Sérgio Graciano 
Médica: Pauline Buckley
Fisioterapeuta: Marina Calister 
Nutricionista: Júlia do Valle Bargieri

Apoiador Oficial

Cola Oficial

Apoio

Links

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol