CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Site Oficial
da Confederação
Brasileira de
Handebol

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol

Buscar

CBHb no Facebook CBHb no Twitter CBHb no YouTube CBHb no Instagram

Renovadas, seleções de Handebol de Areia buscam título do Pan-Americano e vaga em Mundial

Equipes masculina e feminina disputam a competição na Califórnia,a partir desta quinta (8 de março), com uma mescla de atletas novatos e experientes

Patrícia Scheppa - lateral/pivô

Da Redação, Santo André (SP) - Renovar sem perder a excelência: essa é a meta das seleções de Handebol de Areia que disputam o Campeonato Pan-Americano, a partir desta quinta (8 de março), em Oceanside, na Califórnia (EUA). Os quatro primeiros colocados estarão classificados para o Mundial de Kazan, na Rússia, em julho.

Os homens encaram o Paraguai na estreia, às 18h (de Brasília), e as mulheres enfrentam as donas da casa, às 19h40.

O Brasil é o atual campeão continental masculino e feminino e busca manter sua hegemonia. Para isso, os dois times apostam em uma mescla de jogadores muito experientes, com rodagem internacional e títulos na bagagem, e jovens que começam a vestir a camisa verde-amarela.

A equipe feminina, por exemplo, tem entre as convocadas a central/pivô Rebeca Araújo, de apenas 15 anos. Ela poderá aproveitar a experiência de companheiras como a lateral/pivô Patrícia Scheppa, 30, e a pivô Renata Santiago, 32, que já foram eleitas as melhores do mundo e conquistaram o ouro nos World Games do ano passado.

"Estamos com uma proposta forte de renovação. Das dez convocadas, seis nunca disputaram um campeonato pela seleção. Estamos apostando na juventude e nas jogadoras mais experientes que podem ajudá-las nesse processo", diz o técnico Marcio Magliano.

Patrícia Scheppa ressalta que as atletas do grupo têm estilos diferentes de jogo, o que permite uma maior variação ao time. Ela também destaca a estatura da equipe —o time feminino tem média de 1,74 m, com três atletas com 1,80 m ou mais.

"O destaque é sem dúvida o nível todas as atletas, formamos uma equipe alta e com excelente preparo físico. Todas queremos muito o título e estamos comprometidas para isso", afirma.

"Nós, atletas mais experientes, temos o dever de passar para as mais novas o que significa estar na melhor seleção do mundo e suas responsabilidades. Não é nada fácil, e trabalhamos muito para chegar onde chegamos. Jogamos com muita garra, união, alegria e fair play. É preciso se dedicar 100% e isso está sendo passado para essa nova geração", completa.

O time feminino está no Grupo B, ao lado de Argentina, EUA e Chile.

MASCULINO TAMBÉM RENOVA

A mesma mescla de juventude e experiência pode ser vista também na seleção masculina. O time está no Grupo A, ao lado de  Uruguai, Paraguai e Trinidad e Tobago. Dos dez convocados, três nunca defenderam o Brasil em eventos internacionais.

"Implantamos um conceito de renovação, com a preparação de jovens atletas que irão substituir aqueles que já se sagraram campeões mundiais. Temos um grupo coeso, estamos fazendo esse trabalho há um tempo e vamos consolidá-lo neste Pan-Americano", diz o técnico Antonio Guerra.

O time masculino levou aos EUA nomes como o lateral/pivô Gil Pires, de 36 anos, que já defendeu o país em 130 partidas internacionais e passará sua experiência a novatos como Matheus Medeiros, 21, Alan Mariz, 20, e Renan Carvalho, 25, que estreiam na seleção em um evento fora do país.

Convocados

Masculino

Cristiano Rossa (goleiro - Grêmio Unipe) - 21/02/1986

Thiago Barcellos (defesa - Macaé) - 28/04/1987

Marcelo Tuller (defesa - Niterói Rugby) - 18/04/1995

João Paulo Souza (lateral - Grêmio Unipe) - 18/04/1989

Gil Pires (lateral/pivô - Grêmio Unipe) - 20/01/1982

Matheus Medeiros (lateral - MHC) - 05/11/1996

Alan Mariz (lateral/pivô - MHC) - 12/05/1997

Renan Carvalho (pivô - Niterói Rugby) - 03/11/1992

Marcus Domingues (pivô - Rio Handbeach) - 14/03/1990

Davi Nascimento (especialista - Rio Heandbeach) - 28/07/1987

Comissão Técnica

Técnico: Antonio Guerra

Auxiliar: Pedro Araújo

Fisioterapeuta: Germana Medeiros

Diretor: Stanley Mackenzie

Feminino

Ingrid Frazão (goleira - APCEF) - 16/07/1991

Juliana Oliveira (especialista - Grêmio Unipe) - 18/02/1989

Fernanda Costa (especialista - MHC) - 03/11/1995

Patrícia Scheppa (lateral/pivô - Campinas) - 22/02/1988

Rebeca Araújo (lateral/pivô - Clube Central) - 21/05/2002

Ariane Florindo (defesa - Clube Central) - 17/11/1998

Gabriela Messias (defesa - Campinas) - 14/04/1997

Beatriz Cruz (lateral - Icaraí Handbeach) - 12/08/1994

Débora Saud (lateral/pivô - Clube Central) - 01/02/2000

Renata Santiago (pivô - Rio Handbeach) - 03/11/1985 

Comissão Técnica

Técnico: Marcio Magliano

Auxiliar: Vinicius Oliveira

Fisioterapeuta: Marisa Scheila

Diretor: Stanley Mackenzie


PROGRAMAÇÃO

Seleção Masculina

Quinta (08/03)

18h - Brasil x Paraguai

Sexta (09/03)  (rodada dupla)

14h50 - Brasil x Trinidade e Tobago

18h50 - Brasil x Uruguai

Seleção Feminina

Quinta (08/03)

19h40 - Brasil x EUA

Sexta (09/03) (rodada dupla)

15h40 - Brasil x Chile

19h40 - Brasil x Argentina

GRUPOS DO PAN-AMERICANO

Masculino

Grupo A: Brasil, Uruguai, Paraguai e Trinidad e Tobago

Grupo B: Estados Unidos, Argentina, México e Porto Rico

Feminino

Grupo A: Uruguai, Paraguai, México e Tinidade e Tobago

Grupo B: Brasil, Argentina, EUA e Chile

 


Apoiador Oficial

Cola Oficial

Apoio

Links

CBHb Site Oficial da Confederação Brasileira de Handebol